Ensino SuperiorGestão educacional

Quais cursos sua IES deve oferecer em 2022

0

Depois de muitos percalços causados pela pandemia, 2022 promete ser um ano de recuperação para as instituições de ensino superior (IES). Os resultados, entretanto, dependem de um bom planejamento comercial, da definição de metas claras e da constituição de projetos pedagógicos inovadores.

Nesse cenário, entre outros aspectos, é fundamental ofertar um portfólio de cursos condizente com a demanda. Isso passa por observar as vocações da instituição e da região onde ela está localizada. Além disso, exige um monitoramento do mercado para entender as estratégias das concorrentes.

Na sequência, o Desafios da Educação apresenta três cursos que sua IES deve oferecer em 2022, explica por que eles são importantes e como ofertá-los com qualidade.

Direito

Nunca um curso foi tão esperado quanto o Direito na modalidade de ensino a distância (EAD). Depois de anos engavetados pelo Ministério da Educação (MEC), os projetos para credenciamento dos cursos jurídicos EAD saíram do papel no ano passado. Com isso, a oferta de vagas pode iniciar ainda no primeiro semestre de 2022 em IES como a Universidade Católica de Pelotas (UCPel).

Uma pesquisa da consultoria Educa Insights, realizada no segundo semestre de 2021, indica que a novidade terá excelente aceitação pelos candidatos. O Direito EAD terá uma atribuição fundamental na retomada das matrículas aos patamares pré-pandemia. Mesmo assim, o curso jurídico presencial – 3º em volumetria de matrículas no Brasil – segue com força.

Hoje, a qualidade dos cursos nessa área está atrelada a um núcleo de prática jurídica (NPJ) bem estruturado – inclusive, em sua versão eletrônica, o NPJ-e. Ainda entram nessa conta soluções que preparem os alunos para a prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), conteúdo baseado nas Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs), entre outros aspectos.

Leia mais: Plataforma A lança solução completa para atender cursos de Direito

Biomedicina

Em 2019, a área da saúde representava 23% dos ingressos no ensino superior – atrás apenas do setor de negócios. Um levantamento da consultoria Educa Insights, realizado com dados do Censo da Educação Superior, mostrou que Biomedicina foi o curso com maior crescimento percentual em matrículas no EAD entre 2017 e 2019 – alta de 281%.

Se a procura já era grande, a pandemia aumentou o interesse dos candidatos por cursos de Biomedicina, Enfermagem, Medicina e Nutrição, como mostrou uma reportagem da rede CNN Brasil. Em estudo publicado em dezembro de 2020, as graduações presenciais relacionadas à saúde apareceram entre as mais citadas por 36,1% dos prospects.

As IES que pretendem se destacar nessa área precisam investir em tecnologia. Entre elas, ferramentas de realidade virtual (RV) e realidade aumentada (RA), como os laboratórios virtuais. São recursos que desenvolvem o raciocínio clínico em ambientes seguros e realísticos – e garantem a prática mesmo em cursos a distância.

laboratorios virtuais labs

Leia mais: As vantagens dos laboratórios virtuais nas graduações de saúde EAD

Tecnologia da Informação (TI)

Como mostrou uma reportagem do Desafios da Educação, o ensino superior não supre a falta de profissionais de TI no mercado de trabalho. Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação Comunicação (Brasscom), o setor cria 100 mil vagas por ano, mas apenas metade delas é preenchida.

Esse cenário traz desafios e oportunidades para as IES. A TI atrai os jovens devido aos altos salários, o que incrementa o número de matrículas. Entretanto, o desafio é mantê-los engajados, uma vez que os alunos da área tendem ao autodidatismo e, muitas vezes, abandonam a graduação.

Mudar o quadro passa, por exemplo, pela criação de projetos pedagógicos inovadores e conectados ao mercado de trabalho. Além disso, a adoção de currículos por competências, a oferta de disciplinas certificadoras e o desenvolvimento de projetos tornam os cursos mais atrativos às novas gerações.

curricularização da extensão

Leia mais: Sirius: a formação de uma IES tecnológica, empreendedora e conectada ao mercado

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino básico e superior.

    VOCÊ PODE GOSTAR

    Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.