EADEnsino Superior

MEC recua e suspende autorização para Psicologia EAD 

0

O Ministério da Educação (MEC) recuou e suspendeu a autorização para abertura do primeiro curso de Psicologia na modalidade de educação a distância (EAD).  

Na quinta-feira (14), a portaria 749/2022 permitiu que o Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU) ofertasse cerca de 2 mil vagas anuais. Entretanto, na sexta-feira (15), o MEC, por meio da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres), publicou uma normativa para anular a decisão tomada no dia anterior, sob o argumento de “erro material”. 

Com isso, o curso de Psicologia EAD segue proibido no Brasil. Conforme o diretor corporativo de EAD da Ser Educacional, grupo mantenedor da UNINASSAU, Enzo Moreira, a IES estava pronta para iniciar a captação de aluno no segundo semestre de 2022. 

Um dia depois de autorizar a abertura do primeiro curso de Psicologia EAD, MEC volta atrás e suspende oferta de 2 mil vagas pela UNINASSAU.

Pressão dos conselhos 

O Sistema Conselhos de Psicologia, composto por 21 entidades da área, divulgou uma nota de repúdio criticando a autorização para o curso de graduação em Psicologia EAD. Na nota, a permissão dada pelo MEC, depois tornada sem efeito pela Seres, é classificada como “medida autoritária”.  

“A medida despreza, de forma arbitrária, nosso processo de construção coletiva, as indicações que vêm de quem tem conhecimento, experiência e expertise na área, bem como as recomendações do Conselho Nacional de Saúde para os cursos de graduação na área da Saúde”, pontua texto do Conselho Federal de Psicologia (CFP).  

O argumento do CFP e das demais entidades representativas da profissão é que as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN´s) de 2011 não preveem a oferta da Psicologia EAD. Agora, o Sistema Conselhos de Psicologia diz que estabelecerá um plano de ação em defesa da presencialidade como condição indispensável para a formação de qualidade na área.  

Procura pelo curso  

Segundo o Censo da Educação Superior, o curso de Psicologia é o sexto mais procurado pelos estudantes brasileiros. Em 2020, ano do último levantamento do MEC, foram realizadas pouco mais de 275 mil matrículas na graduação, que é ofertada em cerca de 560 instituições de ensino superior. 

Para Gustavo Hoffmann, que é fellow da Universidade de Harvard, o potencial de matrículas da Psicologia EAD é o dobro da presencial. Isso significa que, em um ciclo de 5 a 10 anos, a graduação a distância poderia chegar ao número de 500 mil matrículas – o que tornaria Psicologia o maior curso do Brasil somando alunos do presencial e do EAD. 

laboratorios virtuais labs

Leia mais: MEC autoriza abertura do primeiro curso de Psicologia EAD do Brasil  

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino básico e superior.

    VOCÊ PODE GOSTAR

    Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.