EdTech

O projeto que pretende mapear a TI nas instituições de ensino superior

1
gesiti

Projeto GESITI pretende auxiliar decisões referentes a políticas públicas e melhoria do ensino da tecnologia de informação no ensino superior. Crédito: Pexels.

Está em curso o projeto Gestão dos Sistemas e Tecnologias em uma Instituição de Ensino Superior (GESITI/Educação 4.0). A iniciativa quer mapear as necessidades e demandas de IES nacionais e internacionais em relação à tecnologia da informação (TI).

O estudo é feito pelo Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer, órgão vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação (MCTIC).

O objetivo é produzir uma análise que cimente políticas públicas e ajude na tomada de decisão em questões relacionadas a melhoria do ensino da tecnologia de informação no ensino superior público e privado.

Gestores de instituições de ensino e pesquisadores são convidados a participar do projeto GESITI/Educação 4.0 – a adesão é voluntária. Interessados devem entrar em contato no e-mail antonio.balloni@cti.gov.br ou no site do projeto.

O projeto é dividido nos seguintes módulos:

Módulo Estruturante: questões gerais relativas a uma instituição de ensino superior
Módulo 1: alavancas de resultados dentro de um sistema de gestão educacional 4.0
Módulo 2: gestão do conhecimento em uma IES 4.0
Módulo 3: segurança da informação em uma IES 4.0
Módulo 4: fluxo de Conhecimento & Oportunidades de Inovação em uma IES 4.0
Módulo 5: acessibilidade em uma IES
Módulo 6: empreendedorismo nas IES
Módulo 7: gestão da Comunicação nas IES

Leia mais: Programa Erasmus planeja campi transacionais na Europa. E brasileiros podem participar

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino básico e superior.

    VOCÊ PODE GOSTAR

    1 Comentário

    1. O “Programa de pesquisa GESITI do CTI Renato Archer” agradece ao Portal “Desafios da Educação” pela publicação da matéria sobre o Projeto de pesquisa GESITI/Educação 4.0.

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.