Gestão

A startup que rentabiliza espaços ociosos em universidades

0

Ao mapear espaços ociosos em faculdades e universidades do país, o empresário Roberto Miozzo levantou informações suficientes para lançar o InSpace. Trata-se de uma plataforma virtual, semelhante ao Airbnb, que oferece a locação de salas subutilizadas em instituições de ensino.

A ideia central da startup é atender a demanda do cenário empresarial – como treinamentos, cursos, workshops e processos seletivos. Nos últimos anos, a demanda por espaços temporários cresceu. Não só por empresas, mas também por empreendedores e profissionais autônomos.

O InSpace oferece 12 mil salas em mais de 100 endereços pelo país. “Podemos atender uma infinidade de organizações e demandas, assim como gerar novos negócios, implementar novas formas de uso, experiências no mercado e nos ambientes de trabalho”, diz Miozzo.

Ao usufruir da infraestrutura ociosa da instituição, os locatórios também fortalecem a economia local e do campus. Papelaria, estacionamento, alimentação: todos esses serviços saem ganhando.

O custo da locação diária parte de R$ 370 – com salas disponíveis das 8h às 17h de segunda a sexta-feira e das 8h às 12h no sábado. O valor varia de acordo com a localização e quantidade de pessoas.

Leia mais: Universidades capacitam alunos para trabalhar e fundar startups

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino básico e superior.

    VOCÊ PODE GOSTAR

    Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.