Metodologias de Ensino

SENA: um case de transformação econômica por meio da educação a distância

0

A educação é, sem dúvida, um dos grandes caminhos para o desenvolvimento de um país e um dos principais obstáculos daqueles que se encontram em desenvolvimento. Quando governo e setores da sociedade se unem em prol da formação de cidadãos, no entanto, os resultados podem ser surpreendentes. A Colômbia tem, em sua história, um ótimo exemplo dessa parceria, que vem crescendo cada vez mais com a força da educação a distância.

SENA

O SENA oferece um total de 202 cursos em formato totalmente virtual

Apoiado pela Organização Mundial do Trabalho (OIT), o Serviço Nacional de Aprendizagem da Colômbia (SENA) surgiu em 1957 como uma iniciativa conjunta entre trabalhadores, proprietários de indústrias e a Igreja Católica. Trata-se de uma instituição nacional pública independente com autonomia financeira que é custeada pelo imposto de 2% deduzido das folhas de pagamento, contribuição feita por todas as empresas da Colômbia.

O SENA oferece formação gratuita por meio de programas técnicos, tecnológicos e complementares voltados ao desenvolvimento econômico, tecnológico e social da Colômbia. Como o governo colombiano é quem financia a educação, os cidadãos não têm que pagar pelos seus estudos, mas têm que preencher certos requisitos para receber um diploma ou certificado, e por isso o SENA é tão procurado.

Hoje, mais de cinquenta anos depois do nascimento do projeto, um em cada dois colombianos é impactado pelo SENA, seja nos treinamentos face a face ou pelo seu programa de educação online que, nos últimos anos, impulsionou o desenvolvimento de regiões mais afastadas.


Em vídeo, integrantes do SENA explicam a importância da parceria com a Blackboard

Com uma grande área rural e uma geografia que dificulta o acesso das pessoas aos centros de formação, o SENA decidiu investir na educação a distância e, para viabilizar e promover cursos online, buscou ajuda da Blackboard. Em 2003, quando o SENA começou a fazer uso da plataforma da Blackboard, a organização contava com 200 professores, 86 módulos de treinamento e uma biblioteca virtual criada pelo próprio SENA, a qual já beneficiava 27 mil pessoas.

Com a educação online, os números cresceram tão rápido que, em 2007, o SENA recebeu inscrições de 1,2 milhão de colombianos para os cursos de educação virtual a distância. Em 2007, já eram 3,3 mil professores e 400 módulos de treinamento cujos programas duram de 40 a 200 horas. Hoje, são mais de 116 centros de formação e 141 cursos de graduação no nível de tecnólogo, entre outros, para atender a 6 milhões de inscritos.

Ex-diretor de educação e inovação do SENA, consultor em aplicação de tecnologias de aprendizagem ao Ensino Superior, Aman Zuluaga conta que a Blackboard era a plataforma que tinha todas as ferramentas necessárias e que suporta o crescimento imaginado pelo SENA. O planejado era chegar em 300 mil usuários em quatro anos após a implementação do projeto de educação a distância. Mas o crescimento da plataforma foi muito maior do que o esperado, chegando, em 2010, a atingir a incrível marca de 4 milhões de usuários.

No dia 19 de março, Aman Zuluaga vem ao Brasil para participar, em Brasília, do Encontro de Lideranças: Desafios da Educação, promovido pela Blackboard, pelo Grupo A Educação, e em parceria com o Departamento de Comércio dos Estados Unidos. Na ocasião, Zuluaga vai falar sobre transformação econômica por meio da educação a distância e atualizar os números da parceria entre SENA e Blackboard, existente há dez anos na sociedade colombiana.

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino superior.

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *