EADEdTech

As principais tendências para o ensino superior até 2020

0

Mudança do papel do professor, adaptação a um novo conjunto de valores, formas alternativas de avaliação: indícios não faltam de que vivemos uma época de ruptura no formato tradicional de ensino. Em entrevista ao site Porvir, Katie Blot, CIO da Blackboard e palestrante da edição 2013 do Fórum Desafios da Educação, acrescentou seis tendências à lista de mudanças que já estão acontecendo em diversas Universidades do mundo. Confira abaixo um resumo do que Blot tem observado nas suas visitas a faculdades de diferentes países:

seistendencias-katieblot

Educação Global – Para a especialista, as barreiras geográficas do ensino estão sumindo. Blot destacou ao Porvir: “Parece que estamos nos encaminhando para uma situação em que mais alunos vão complementar sua educação com estudos feitos internacionalmente. Temos percebido uma tendência de instituições de diferentes países firmarem parcerias.

Alunos Não Tradicionais – Até 2020, 85% dos alunos norte-americanos não serão tradicionais, de acordo com o National Center for Education Statistics. Isso significa que as Universidades estarão repletas de estudantes que trabalham mais de 35 horas por semana, matriculam-se fora da idade padrão, podem já ser pais ou mães solteiros e optam por aulas a distância.

Modelos Alternativos – Katie Blot foi categórica em sua entrevista ao Porvir: “Não vamos mais ter ‘o modelo de educação dos EUA’ ou ‘o modelo francês de educação’. O que vamos ver é que a educação precisará desenvolver uma miríade de diferentes modelos que podem ser usados juntos por diferentes atores.

katie-desafios
Katie Blot no Fórum Desafios da Educação

Ensino Centrado no Aluno – Os alunos estão tomando as rédeas do seu processo de aprendizagem, escolhendo como e quando querem estudar. Em sua experiência na Blackboard, auxiliando diferentes Instituições de Ensino Superior na configuração de soluções tecnológicas para o ensino, Katie Blot tem percebido uma mudança no foco do ensino. “O que vamos ver é uma educação centrada no estudante. No futuro, os alunos vão deixar de ouvir as instituições dizerem: ‘Isso é o que você tem que estudar, esse é o seu caminho, aqui estão suas notas e seu certificado’. Os alunos vão assumir a responsabilidade e poderão dizer: ‘o caminho que eu quero é esse’

Big Data – A análise de dados para a tomada de decisão já é muito comum em diferentes negócios baseados na Web, e com a educação não vai ser diferente. Com o uso de sistemas como o Blackboard Analytics, por exemplo, as Instituições poderão usar o big data para aprimorar os formatos de ensino.

Revolução Online e Tecnológica – O termo “educação a distância”, num futuro próximo, será uma redundância. “Estamos caminhando para um futuro em que o online não será mais suplementar, mas se tornará parte do curso”, afirmou Blot ao Porvir.

Estas seis tendências em Educação e Tecnologia para 2020 foram o tema da palestra de Katie Blot no Fórum Desafios da Educação, que aconteceu em 14 de agosto deste ano. Você pode conferir, baixar e compartilhar a apresentação de Blot acessando o nosso SlideShare:

Para você, qual destas seis tendências chegará mais rápido às Instituições de Ensino Superior do Brasil?

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino superior.

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *