AvaliaçãoCapacitação Docente

Professores e funcionários também aprendem com a mentalidade do crescimento

0

Já discutimos aqui os benefícios de fomentar uma mentalidade de crescimento entre os estudantes, prática que lhes confere maior confiança, segurança e disposição em se esforçar. Pois se esse incentivo mental é tão vantajoso para os alunos, por que haveria de ser diferente em relação aos professores? Hoje, vamos discutir sobre como os gestores de instituições de ensino podem promover a mentalidade de crescimento entre o corpo docente e os funcionários.

A mentalidade de crescimento é um conceito que se construiu em oposição à ideia de mentalidade fixa. Enquanto a primeira encara a inteligência como uma capacidade que pode ser desenvolvida e aprimorada, a mentalidade fixa é a crença de que temos uma inteligência nata: alguns nascem com mais, outros com menos, e não se pode modificar a capacidade cognitiva. Embora todas as pesquisas científicas corroborem com a primeira teoria, ainda há muita gente que precisa ser convencida de que um pouco de esforço nos torna mais hábeis mentalmente.

michelangelo learning
“Ainda estou aprendendo”, uma frase célebre do mestre Michelangelo
[FONTE: Principal’s blog]

A maneira que encaramos nossa própria inteligência tem um grande efeito no nosso desempenho em qualquer tarefa. Quem acredita no seu potencial de desenvolvimento tende a se esforçar mais e correr mais riscos, sem temer novos desafios. As falhas e erros são vistos como passos necessários para o sucesso. Já quem acredita nas habilidades natas tende a desistir no primeiro erro cometido, uma vez que encaram isso como seu “limite”, tornando impossível ultrapassar os obstáculos.

Um dos pontos cruciais para fomentar a mentalidade de crescimento é dar o tipo certo de feedback aos profissionais. Em vez de elogiar a inteligência de alguém, é melhor reconhecer seus esforços e trabalho duro. Um professor interessado em desafios será mais inovador e poderá trazer novas estratégias de ensino para a instituição, assim como um funcionário esforçado poderá contribuir com a administração, se estiver disposto a enfrentar dificuldades.

Além de feedback, uma maneira de incentivar os professores a aderir à mentalidade de crescimento é colocar o tema na pauta dos cursos de atualização. Os educadores devem debater o tema abertamente e serem convidados a servir de modelo a seus alunos. Quando virem seu comportamento refletido nas atitudes dos estudantes, eles valorizarão ainda mais a prática.

Overcome the problems
Quem acredita em seu potencial tem mais chances de vencer obstáculos
[FONTE: priotime]

Mas não basta passar a responsabilidade aos professores. Os gestores também precisam cumprir a sua parte e manter um ambiente propício aos esforços e às inovações trazidas pela sua equipe. Isso significa entender que ocorrerão falhas no percurso, e os erros cometidos devem ser considerados etapas necessárias para chegar a um patamar mais elevado. Para que os equívocos se tornem degraus no crescimento, é preciso haver tempo para refletir sobre o que deu certo e o que deu errado em uma nova ideia. Mas, em vez de gastar tempo decidindo se a ideia obteve sucesso ou se foi um fracasso, é melhor focar nos aprendizados obtidos ao longo do caminho.

Criar uma mentalidade de crescimento entre os profissionais é um processo demorado, mas os resultados podem transformar uma instituição. Você já tentou algo parecido em sua atuação?

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino básico e superior.

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.