Mercado

Governo promete Enem digital a partir de 2020

0

Começa no próximo ano a implementação de um modelo digital para a realização da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O plano do governo é começar um projeto-piloto com 50 mil estudantes em 2020, e concluir a migração ao novo modelo até 2026.

“A ideia é tornar o Enem acessível a mais municípios, diminuir a burocracia, reduzir os gastos e transformar a prova em um modelo sustentável, com menos impressão de papel”, disse ontem (4) o presidente Jair Bolsonaro, pelo Twitter.

O piloto do Enem digital ocorrerá em 15 capitais nos dias 11 e 18 de outubro de 2020, semanas antes da aplicação regular, em papel, agendada para 1º e 8 de novembro. Haverá a possibilidade de reaplicação da prova caso haja problemas no Enem digital.

A adesão dos candidatos será opcional no ato de inscrição. Tanto as provas objetivas quanto a de redação serão feitas em formato digital.

O Enem digital não será aplicado na casa de cada estudante, mas nas escolas. Um dos desafios do governo Jair Bolsonaro é garantir locais com computadores suficientes para o volume de inscritos no exame, inclusive em locais mais isolados.

Segundo Alexandre Lopes, presidente do Inep, a mudança deve reduzir os custos do exame, hoje em torno de R$ 500 milhões. A aplicação do projeto-piloto em 2020 vai custar R$ 20 milhões.

Leia mais: O livro que todo estudante deve ler para o Enem

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino básico e superior.

    VOCÊ PODE GOSTAR

    Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.