4 maneiras para usar a tecnologia no processo de ensino e aprendizagem

Do ensino básico ao superior: as tecnologias inovadoras podem ser utilizadas de diversas maneiras no processo de ensino e aprendizagem. Crédito: Pixabay.

Existem várias maneiras para aproveitar as novas tecnologias no processo de ensino e aprendizagem. É possível entreter os alunos, aferir as dúvidas da disciplina, criar um grupo de bate-papo ou até mesmo pedir que os discentes deem feedback sobre as aulas. A seguir, confira quatro sugestões para você, como professor, melhorar ainda mais o processo de ensino e aprendizagem dos alunos:

1. Tornar o processo divertido
Não importa quem você esteja ensinando. Poder ser um aluno da quarta série ou um sênior: todo estudante gosta de se divertir em sala de aula. Com as novas tecnologias, há muitas oportunidades para aprender brincando – ou melhor, jogando. Como professor, colocar o gamification na rotina de ensino tornará o processo muito mais eficaz.

LEIA MAIS: Gamificação: a evolução disruptiva que é tendência mundial

2. Trazer convidados virtuais 
A distância não é mais um obstáculo. Plataformas como o Skype e o Google Hangouts facilitam a entrada de especialistas de diversos assuntos para dentro da sala de aula. Por exemplo: em uma aula sobre a colonização do Brasil, você pode convidar um pesquisador ou especialista para dar uma pequena palestra virtual sobre o assunto. Para uma turma de futuros jornalistas, convidar um repórter de renome pode ser uma boa. Ao usar essas ferramentas, a aula pode se tornar mais interessante – e os alunos, por conseguinte, aprenderiam muito mais.

3. Permitir que os alunos sejam criativos
Para o professor, utilizar fotos, vídeos ou apresentações animadas em sala de aula é tão importante quanto seus alunos fazer uso dessas ferramentas. Isso não só os ajuda a ser criativos, como também os envolve em todo o processo de aprendizagem. O docente também pode criar jogos ou pequenos campeonatos utilizando essas ferramentas.

4. Encorajar o trabalho em equipe
Com a ajuda da tecnologia, você pode permitir que seus alunos criem pequenos grupos em sala de aula para trabalharem em projetos. Dependendo da tarefa, você pode deixar com que a turma inteira forme um grupo. Você será capaz de ensinar seus alunos a trabalhar em conjunto e, portanto, tornará o ensino mais interessante.

LEIA MAIS: Aprendizagem baseada em projetos: a chave para uma educação eficiente

Texto editado a partir de publicação no site Fedena.

Foto em destaque: O uso do notebook em sala de aula. Créditos: Freepik.