MERCADO

Interesse por MBA diminui nos EUA, mas cresce em outros países

0

As inscrições nos cursos das escolas de negócios dos Estados Unidos caíram 6,6% em 2018. A informação é da administradora de exames Graduate Management Admission Council (Gmac).

Segundo o levantamento da gestora, que analisa 571 programas de MBA em 44 países, quase 60% dos cursos americanos apresentaram queda na procura. Inclusive em escolas de elite, como Wharton, Stanford e Harvard.

Conforme o Financial Times, as escolas americanas atribuem o declínio a uma combinação de melhora do mercado de trabalho doméstico, que aumenta o custo de oportunidade de retorno aos estudos, e maior competição das instituições internacionais mais baratas.

Leia mais: EAD: preço é importante, não fundamental para matrículas

De fato, há um contraste considerável entre o mercado americano e estrangeiro. Enquanto nos EUA a busca por MBAs diminuiu, nas universidades canadenses a demanda cresceu 7,7%, nas europeias 3,2% e nas escolas do leste e do sul da Ásia, 8,9%. No Canadá e na Europa, as aplicações são internacionais; na Ásia, o maior consumo dos programas de MBA é doméstico.

Para outras informações do levantamento, acesse o site da Gmac.

Redação
A redação do Desafios da Educação é composta de jornalistas, educadores e especialistas em educação superior.

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Comentários fechados.