O que os empregadores realmente pensam sobre a educação a distância?

educação a distância no currículo

Os avanços tecnológicos permitiram que mais universidades dispusessem programas online. Embora eles tenham sido inicialmente criados para os alunos que não podem participar de programas tradicionais, como estudantes mais velhos e pais que trabalham, hoje, pessoas de todas as faixas etárias e por diferentes motivos estão se matriculando em cursos de graduação e certificados online.

Enquanto o ensino a distância está se tornando comum, alguns alunos em potencial ainda estão hesitantes em se inscrever devido a preocupação de como seus diplomas serão vistos pelo mercado de trabalho pelos futuros empregadores. No entanto, esses velhos estigmas estão desaparecendo rapidamente, e a educação online está sendo tão aceita quanto os formados tradicionais.

Veja quais são os antigos estigmas e como os potenciais empregadores realmente veem a educação a distância.

Velhos estigmas e preconceitos

Pessoas que se opõem à educação a distância disseminam uma crença de que as aulas online são mais fáceis do que as tradicionais, e que os alunos podem completá-las em seu próprio ritmo. Na verdade, a aprendizagem não presencial exige muita disciplina do aluno. Há, ainda, um plano de estudos e atribuição de prazos que devem ser cumpridos. Os estudantes também precisam participar regularmente de fóruns de discussão. Na verdade, a capacidade de ser bem-sucedido em um curso online mostra aos empregadores que você é um proativo motivado.

Outro equívoco é que os professores podem não ter tanta qualidade quanto os do ensino presencial, porque os estudantes são aprendizes que fazem sua própria gestão. A realidade é que muitos professores são verdadeiros especialistas em seus campos, com uma gama de experiências. Não só recebem treinamentos especiais sobre a tecnologia que utilizam, mas precisam ser mais acessíveis ainda aos seus alunos. Eles trabalham mais horas não convencionais, respondendo aos trabalhos dos alunos e a consultas com mais frequência. A educação online é, essencialmente, mais individualizada.
Por alguma razão, programas de educação a distância levaram o estigma de serem de qualidade inferior do que os tradicionais. Muitas universidades de prestígio já oferecem cursos online, incluindo Stanford e Harvard. Os estudantes de hoje são tecnologicamente mais experientes, e as universidades entenderam essa demanda. Por meio de uma oferta de aulas online, elas podem atender a uma população global de talentos, em vez de apenas os estudantes das proximidades.

Uma das coisas mais bonitas sobre o ensino a distância é que ele torna a educação acessível a estudantes talentosos em todos os lugares, incluindo os pais que precisam estar em casa, os indivíduos que sofrem de doenças e enfermidades e as pessoas que moram em locais distantes. É também adequado a diferentes estilos de aprendizagem, inclusive para os alunos que não se sentem suficientemente desafiados pela educação tradicional. Conforme mais escolas virtuais abrirem em todos os níveis de ensino, os cursos a distância irão ganhando o respeito que tão legitimamente merecem.

A importância da certificação

As instituições de ensino oferecem programas online e presenciais equivalentes. Quando você procura um curso em potencial, certifique-se de que a instituição é credenciada. O processo de certificação é rigoroso e irá indicar que o programa é de qualidade. Isso também irá ajudar os futuros empregadores a verem que você se matriculou em uma instituição séria, em vez de em uma “fábrica de diplomas” – que fazem promessas irreais, como a formação em tempo reduzido, sem exigir dedicação dos alunos.

O que a educação online diz sobre você

Há uma série de características que o estudante deve possuir para ser bem-sucedido em um programa online: autogestão, iniciativa e planejamento do tempo, além de ser conhecedor de tecnologia. Muitos estudantes de educação a distância ainda concluem seus cursos tendo outras responsabilidades, como filhos ou um emprego. Apesar dos desafios e da limitação de tempo, foram perseverantes, indicando outra importante característica da personalidade.

Essa formação também demonstra iniciativa, já que requer um grande esforço e aprendizagem autodirigida. Essa é uma excelente maneira de promover seu valor para níveis superiores e cargos gerenciais. A gestão do tempo é altamente valorizada pelos empregadores, e a aprendizagem online exige que você seja capaz de gerenciar cuidadosamente sua agenda e de priorizar as demandas.

Finalmente, conhecer as habilidades do mundo moderno é necessário para ser bem-sucedido na indústria de hoje, e a educação a distância certamente ajuda a moldar esse conhecimento de melhor forma do que o ensino tradicional.

Como os empregadores realmente veem a aprendizagem online

Primeiro de tudo, como acontece em qualquer formação, as notas não importam. Em seu currículo, você deve incluir o nome da instituição em que completou sua formação, sua média geral e seu curso. Esteja pronto para explicar como a grade curricular foi estruturada e em que tipo de projetos você trabalhou.

Pesquisa realizada pelas instituições Excelsior College e Zogby International (publicada pela CNN, em inglês) teve resultados predominantemente positivos. Dos CEOs e empresários entrevistados, 61% estavam familiarizados com programas online e 83% concordaram que os programas estavam tão qualificados quando os tradicionais.

Cenário macro

A educação online não prepara você somente para a economia local, mas você pode competir em um nível global. Pode acessar cursos a partir de qualquer local, a qualquer momento, sem estar restrito a ofertas em sua localidade, e poderá cursar programas aceitos internacionalmente, o que permitirá que você trabalhe em qualquer lugar do mundo.

Além disso, sua universidade local pode não oferecer cursos de certificação especiais, como contabilidade ou terapia de beleza, mas eles são encontrados online, tornando seu currículo muito mais comercializável. Você é completamente sem restrições.

Mais empregadores estão oferecendo educação online a seus funcionários para dar formação adicional e especialização necessárias para as promoções, uma vez que é menos caro e mais flexível. O Huffington Post explica que a redução de custos da educação online pode representar um terço de economia (artigo em inglês), comparado ao ensino tradicional. Isso é um dinheiro do orçamento sendo investido em outro lugar.

Por fim, leia artigo em português sobre o perfil do aluno de educação a distância, apontando que foco, disciplina e autonomia são características cada vez mais procuradas no mercado de trabalho. Os cursos online geram um maior número de candidatos qualificados e com experiências de vida diversificadas.

E maior concorrência gera mais qualificação.

Artigo de Andrianes Pinantoan, traduzido e adaptado, originalmente publicado em InformED